quinta-feira, 23 de maio de 2013

 
 
 
 
 

Quem segue este blogue sabe que tenho dois amigos de quatro patas lá em casa, o mais pequeno, o Faísca, tem quase um ano e é o terror das fugas, não é mesmo de confiança, acabando por dormir preso, ao contrário do  rafeiro alentejano, que vive em liberdade total,  pois já tivemos que o ir buscar à  rua ás 3 da manhã, andava a passear, aliás nesse dia andavam os dois, malandros. Ontem aconteceu aquilo que já tínhamos comentado cá em  casa, o Faísca nas fugas nunca se ter magoado, embora não fugisse à cerca de 2 meses, mas ontem foi o dia, magoou-se e muito, não só arranhões como uma patinha ou partida ou pelo menos deslocada. Lá fez um buraco na rede e na fuga ficou nesse estado, passou a noite com dores, pois só hoje é que conseguimos leva-lo ao veterinário, pois cá na Província não existem urgências para animais. É por estas e por outras que alerto toda a gente que pensa em ter animais em casa, dão trabalho, dão despesa, não são só um brinquedo fofinho que temos durante uns tempos, ao ter um animal doméstico temos que estar preparados para estas coisas.

3 comentários:

GATA disse...

É preciso gostar-se muito de animais. Mal comparado, um gato ou um cão é como um filho.

AS RÁPIDAS MELHORAS DO FAÍSCA!

[eu tenho um 'vizinho' Faísca! :-) ainda não tem um ano e é um cão tão giro!]

Claudia Martins disse...

Oh o teu faísca é tão fofinho :D eles pensam que são espertos e depois magoam-se! espero que ele fique bem depressa.

:D até amanhã

lena disse...

É mesmo assim. Animais são fofinhos mas precisam de cuidados e atenção. É muito fofinho o Faísca e as melhoras para ele.
Beijinhos grandes.